Conta de viagens em setembro até dia 22 está deficitária em US$ 1,079 bi

Home / Conta de viagens em setembro até dia 22 está deficitária em US$ 1,079 bi

Conta de viagens em setembro até dia 22 está deficitária em US$ 1,079 bi

O Chefe do Departamento de Estatísticas do Banco Central, Fernando Rocha, afirmou nesta terça-feira, 26, que a conta de viagens internacionais em setembro, até o dia 22, está deficitária em US$ 1,079 bilhão. Isso é resultado de US$ 291 milhões de receitas e US$ 1,370 bilhão de despesas. Questionado a respeito da alta dos gastos líquidos com viagens em 2017, Rocha voltou a afirmar, durante entrevista coletiva, que isso se deve, em parte, à taxa de câmbio mais favorável para quem vai viajar. Além disso, há uma melhora da renda das famílias, em função da baixa inflação. Ao mesmo tempo, a redução das receitas com viagens em agosto (US$ 455 milhões), na comparação com o mesmo mês do ano passado (US$ 602 milhões), está em parte ligada ao efeito da Olimpíada, ocorrida no meio de 2016.
IDP Rocha afirmou que o Investimento Direto no País (IDP) em agosto, de US$ 5,138 bilhões, foi um pouco abaixo do que esperava o BC (US$ 6,500 bilhões), mas que os ingressos continuam sólidos. Em setembro, até o dia 22, já entraram no País o equivalente a US$ 5,1 bilhões em IDP. Já a projeção do BC para o IDP no mês é de US$ 5,8 bilhões.
Conta corrente Segundo Rocha, a projeção para a conta corrente brasileira em setembro é de leve superávit de US$ 300 milhões. "O valor é muito próximo de zero. Esperamos algo entre estabilidade e ligeiro superávit", afirmou. Com isso, lembrou Rocha, deverá permanecer a trajetória de redução dos déficits acumulados em 12 meses. Conforme os números divulgados hoje pelo BC, o déficit em 12 meses até agosto foi de US$ 13,457 bilhões, o equivalente a 0,68% do Produto Interno Bruto (PIB).
Pagamento de juros Rocha afirmou que em setembro, até o dia 22, o pagamento de juros está em US$ 452 milhões. Já as remessas de lucros e dividendos somam US$ 408 milhões. No mesmo período, o ingresso de recursos no País por meio de ações está em US$ 1,053 bilhão, enquanto a rubrica de renda fixa registra saídas de US$ 373 milhões. Já a taxa de rolagem em setembro até dia 22 está em 215%, sendo 290% para títulos de longo prazo e 143% para empréstimos diretos.
Source: Diario da Região

Leave a Comment