Bolsas da Europa fecham sem direção única, com decisão do Fed no radar

Home / Bolsas da Europa fecham sem direção única, com decisão do Fed no radar

Bolsas da Europa fecham sem direção única, com decisão do Fed no radar

Os mercados acionários europeus fecharam sem direção única nesta quarta-feira, 20, com as principais praças próximas da estabilidade, com os investidores aguardando pela decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano). O índice pan-europeu Stoxx-600 fechou em queda de 0,11% (-0,41 ponto), aos 381,71 pontos. Uma elevação nas taxas de juros dos Estados Unidos não é esperada na decisão do Fed desta quarta-feira, embora o banco central deva indicar quando se dará o início do enxugamento de seu balanço patrimonial, de US$ 4,5 trilhões. Os investidores também esperam sinalizações do Federal Reserve sobre o ritmo de aperto monetário que será empregado. Na agenda de indicadores, a agência de estatísticas da Alemanha, a Destatis, informou que o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) do país subiu 0,2% em agosto na comparação com o mês anterior, registrando alta de 2,6% na comparação anual. O índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, fechou em alta de 0,06%, aos 12.589,17 pontos. Parte dos ganhos se deveu à alta de 0,80% da Deutsche Telekom, que teve sua recomendação de compra elevada pela Kepler Cheuvreux. Bancos não apresentaram direção única, com o Deutsche Bank caindo 1,67% e o Commerzbank avançando 2,41%. Na Bolsa de Londres, o índice FTSE-100 fechou em baixa de 0,05%, aos 7.271,95 pontos. Ações de exportadoras foram pressionadas na praça londrina devido à alta da libra, que reagiu a uma maior possibilidade de aperto monetário pelo Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês). O avanço da libra ocorreu devido ao Escritório de Estatísticas Nacionais do Reino Unido mostrar que as vendas no varejo britânico subiram 1% em agosto na comparação anual, com avanço de 2,4% na comparação anual. O resultado foi bastante superior ao previsto pelos analistas, que indicava ganho mensal de 0,3% em agosto. O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, fechou em alta de 0,08%, aos 5.241,66 pontos. A alta de 1,10% da Total ajudou o índice a se manter em território positivo, enquanto instituições financeiras penderam para baixo – casos do Société Générale (-0,40%) e do BNP Paribas (-0,18%). Em Madri, o índice Ibex-35 apresentou queda maior que a de outras praças, de 0,83%, fechando em 10.292,10 pontos. O resultado negativo foi registrado após notícias de que a polícia espanhola prendeu diversas pessoas que estariam envolvidas no plebiscito de independência da Catalunha, marcado para 1º de outubro. Com isso, bancos catalães influenciaram os resultados para baixo: o Banco de Sabadell cedeu 3,78% e o CaixaBank perdeu 1,91%. Na Bolsa de Milão, o índice FTSE-Mib fechou em baixa de 0,31%, aos 22.355,58 pontos. Já o índice PSI-30, da Bolsa de Lisboa, perdeu 0,13%, aos 5.296,17 pontos. (Com informações da Dow Jones Newswires)
Source: Diario da Região

Leave a Comment